Há seis anos, Corinthians vencia Santos na Libertadores com golaço de Sheik
Além do camisa 11 alvinegro, Cássio foi um dos destaques do duelo, com defesas precisas no segundo tempo

Especiais, Futebol - 13/06/2018

Foto: Daniel Augusto Jr./ Ag. Corinthians

Nesta quarta-feira (13), um dos jogos marcantes da trajetória invicta do Timão até a conquista da Libertadores da América completa seis anos. No dia 13 de junho de 2012, o Corinthians enfrentava o Santos pela semifinal do torneio continental na Vila Belmiro e vencia por 1 a 0 com golaço de Emerson Sheik ainda na primeira etapa.

Para este duelo, o treinador Tite escalou o Corinthians com Cássio; Alessandro, Chicão, Leandro Castán, Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Alex, Danilo; Jorge Henrique e Emerson Sheik. Wallace entrou no decorrer do jogo substituindo o meia Alex.

No primeiro tempo, a primeira chegada do Timão ao gol adversário aconteceu aos 14 minutos. Emerson Sheik recebeu bola na intermediária e arriscou para o gol. No entanto, a bola saiu à direita do gol do Santos.

O Santos buscava criar chances, porém, esbarrava na forte marcação do Corinthians. Com isso, o Timão equilibrava o confronto e também agredia a defesa adversária. Em uma dessas jogadas, aos 27 minutos, o Alvinegro abriu o placar. Paulinho carregou a bola até a área santista e encontrou Emerson Sheik livre de marcação. Com um breve domínio, o camisa 11 emendou um belo chute na gaveta para abrir o placar na Vila Belmiro.

Em busca de igualar o marcador, o Santos intensificou os ataques, mas a defesa do Corinthians seguia firme. Aos 42, depois de jogada pela esquerda, Elano recebeu sozinho e chutou. Com a parte lateral do pé direito, Fábio Santos impediu que a bola fosse para o gol.

No segundo tempo, o Santos continuou pressionando o Corinthians, porém, a defesa alvinegra seguia implacável. E o principal acionado era Cássio. Aos 10, o goleiro corinthiano evitou gol, após cabeçada de Borges.

No minuto seguinte, aos 11, Emerson Sheik disparou em direção à área do Santos, apenas na marcação mano a mano com Durval. No entanto, o camisa 11 do Timão não conseguiu finalizar. Já amarelado, o atacante acabaria expulso aos 32 minutos, após cometer falta.

Aos 35 minutos, Cássio brilhou mais uma vez para salvar o Corinthians. Após cobrança de escanteio, Juan recebeu bola desviada de cabeça livre. Com tranquilidade, o jogador adversário dominou e emendou uma bomba. Atento ao lance, à época o camisa 24 do Timão espalmou para escanteio.

O Corinthians seguiu sendo eficiente na defesa e terminou com o placar a seu favor, que seria imprescindível para a classificação, concretizada dias depois no Pacaembu.

Você encontra essa e mais informações sobre o Corinthians no aplicativo do Almanaque do Timão, disponível em iOS pela Apple Store e Android, pela Google Play e Samsung Galaxy Apps.



PATROCINADORES


© 2018 Sport Club Corinthians Paulista