modalidades Basquete

Basquete

História do Departamento

Desde quando o esporte era mais conhecido como bola ao cesto, o basquete alvinegro já tinha força e tradição no cenário nacional. Logo após a inauguração do Parque São Jorge, em 1928, iniciou-se a atividade no clube. A quadra, ainda de saibro, foi uma das primeiras da cidade. No mesmo ano, foi realizada a primeira partida contra o América do Rio de Janeiro. A estréia já foi promissora, pois o time alvinegro venceu por 16 a 2, resultado do primeiro tempo. A equipe carioca, desanimada com a derrota inicial, não retornou para o segundo tempo.

Participaram desse jogo os corinthianos Vailatti, Toni I, Capella, Catelli, Bambista, Chumbão e Cavalheiro. Em 1936, o Corinthians levantou seu primeiro título paulista. O clube voltaria às conquistas com o bicampeonato paulista de 1947 e 1948, e o octacampeonato da cidade de São Paulo entre 1950 e 1957. Foram destaques nessa fase atletas como Irineu, Rosa, Toni II, Gemignani, Capella, Borbolla, Luisinho, Angelim, Cabrobi, Brás, Sacoman entre outros.

As maiores glórias, porém, foram obtidas a partir de 1965, com o título sul-americano. A equipe, que também venceu a Taça Brasil, foi considerada uma das melhores do mundo, e tinha atletas de grande qualidade, como Edvar, Angelim, Wlamir Marques, Rosa Branca, Ubiratan, Amaury, Borbola, Luizinho, Braz, Mical, Renê, Ortiz, Gilberto e Pedro Ives. O mesmo grupo, em 1966, foi vice-campeão no primeiro Mundial Interclubes, disputado na Espanha, perdendo na final para a equipe italiana do Ignis Varese. Ainda nesse ano, foi bicampeão sul-americano, título conquistado no ginásio do Parque São Jorge, e venceu o Campeonato Metropolitano, cuja final foi contra o Palmeiras.

Nos anos 80, o clube retomou as atividades após um período de transição no departamento. Em 1982, venceu o Campeonato Paulista da Primeira Divisão, e em 1983 foi campeão paulista da Divisão Principal. A equipe tinha como destaques Adilson, Gilson, Gérson e o norte-americano Rocky Smith. O elenco era comandado pelo técnico Mical, ex-atleta do clube. Ainda na década de 80, o Corinthians contou com jogadores de nível internacional, como Gérson, Griça, Guy, Agra, e o argentino Camissassa. Em 1985, o Timão conquistou, mais uma vez, o Campeonato Estadual.

Após nova interrupção das atividades, em 1995, o time principal voltou às disputas com sede de vitórias, após uma parceria com a empresa Multi Sports, que viabilizou um elenco poderoso. Foram contratados os alas Oscar Schmidt, Fernando Minucci e Fantinha, os armadores Júnior e o porto-riquenho James Carter, e os pivôs Edu, Joel e o norte-americano Richt Mclver. O grupo, liderado pelo treinador porto-riquenho Flor Melendez, conquistou em maio de 1996 o Campeonato Nacional, e no mesmo ano foi vice-campeão sul-americano e chegou às semifinais do Campeonato Estadual. O basquete, sempre uma tradição no clube, continua em atividade participando dos campeonatos com a costumeira raça, através de suas categorias menores.

Basquete Feminino

As mulheres corinthianas também têm tradição na modalidade. O basquete feminino começou a ser praticado na década de 1950, e logo foi conquistando títulos. Na virada das décadas de 1950 e 1960, as mosqueteiras dominaram o basquete paulistano. Elas foram pentacampeãs paulistas entre 1959 e 1963. Partiram para vôos internacionais e conquistaram competições como o Torneio Internacional de Assunção, no Paraguai, e a Copa América em 1964. As principais atletas desse período foram Adilia, Jussara, Vânia, Ana, Dalva, Daise, Angelina, Dinice, Célia, Registina, Ruth, Ercilia, Sueli e Elza Zaragoza, Nilza, Marlene, Ivone, Lourdes, Carmem Silva e Luigina.

Informações

E-mail: [email protected]
Telefone: (11) 2095-3000 (ramal 3120)

últimas notícias

filtrar por

publicidade
Fechar
Deixar esta barra sempre visível