notícias Futebol

Carille festeja resultado positivo e promete “dias intensos” para reta final do Brasileirão

Treinador acredita que vitória volta a dar confiança para o Corinthians na briga pelo título do campeonato

23h35 11/10/2017 - Agência Corinthians

Share to Facebook Share to Twitter Share to Google Plus Share to Whatsapp

© Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O Corinthians voltou a vencer no Campeonato Brasileiro após dois empates (contra São Paulo e Cruzeiro). Nesta quarta-feira (11), diante do Coritiba, na Arena Corinthians, o Timão fez 3 a 1 e conseguiu manter a considerável distância na liderança da competição. Além da vitória, a equipe alvinegra demonstrou bastante superioridade durante grande parte da partida, desempenho que animou o técnico Fábio Carille.

"Mais do que fazer os gols, a vitória foi em cima de uma equipe na zona de rebaixamento e nos traz confiança. Tivemos resultados inesperados contra Vitória e Atlético-GO. As oportunidades, estávamos criando. Estava faltando fazer perto da área", disse o treinador na coletiva de imprensa pós-jogo.

Agora, faltam apenas 11 rodadas para o Brasileirão chegar ao fim, e a ansiedade pelo título cresce a cada jogo. Para não deixar a vantagem escapar, Carille promete muita intensidade e trabalho nos treinamentos.

 "A questão da ansiedade vale mais para mim do que para os atletas. Dias intensos de trabalho, a proximidade de uma conquista grande. Ela é clara. Além de eu ter de controlar o grupo, primeiro tenho de me controlar. Serão mais ou menos 50 dias de trabalho árduo em busca do objetivo", comentou o comandante alvinegro.

Com a vitória diante do Coritiba, o Corinthians superou o número de pontos que conquistou no Brasileirão de 2016 -- chegou a 58. Fábio Carille espera que a marca alcançada seja um novo ponto de partida da equipe, que pecou em algumas rodadas na competição por estar muito ansiosa.

"Hoje recebi uns dados. Ficamos tão focados no momento e não vi. Tínhamos 55 pontos até essa rodada, foram os mesmos que terminamos até o ano passado. Já tinha 55 e faltavam 12 rodadas. Não passava pela cabeça. Espero que seja o início de uma retomada, o time estava muito ansioso, querendo fazer tudo muito acelerado. Espero que seja uma retomada, sim", finalizou.

publicidade
Fechar
Deixar esta barra sempre visível