Há 8 anos Corinthians derrotava o Cruz Azul no Pacaembu e assumia a liderança do grupo

A partida marcou mais uma vitória do Alvinegro na campanha invicta do título da Libertadores de 2012

21/03/2020 10h00 Agência Corinthians

A- | A+


Foto: Daniel Augusto Jr./ Agência Corinthians

No dia 21 de março de 2012, há 8 anos, o Corinthians enfrentava o Cruz Azul (MEX) pela quarta rodada da fase de grupos da Copa Libertadores 2012. No estádio do Pacaembu, a equipe alvinegra buscava a vitória para assumir a liderança da chave.

Após o empate em 0 a 0 entre as equipes na rodada anterior, na Cidade do México, o Timão tinha cinco pontos conquistados contra sete dos adversários mexicanos. Uma vitória simples daria a liderança do grupo ao Alvinegro restando duas rodadas para o fim da fase de grupos.

A equipe que entrou em campo no estádio Paulo Machado de Carvalho foi a mesma que iniciou o confronto no Estádio Azul, uma semana antes: Júlio César; Edenílson, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Danilo e Alex; Jorge Henrique e Liedson.

Precisando da vitória, o Corinthians iniciou o jogo pressionando a equipe adversária. Aos oito minutos, a bola sobrou para Alex na meia-lua, que bateu forte para a defesa do goleiro. Aos 16, foi a vez de Liedson arriscar de longe e levar perigo ao gol do Cruz Azul.

Embora o Corinthians dominasse as ações do jogo, a equipe mexicana mostrava qualidade com a bola nos pés. Aos 29, a equipe visitante quase abriu o placar em bola lançada na área que contou com desvio do atacante e passou raspando a trave de Júlio César.

Aos 34, após falta sofrida por Paulinho, veio o gol alvinegro. Alex levantou na área e achou Danilo, livre para cabecear e fazer as arquibancadas do Pacaembu explodirem.

No começo da segunda etapa, o Timão seguiu buscando o gol. Aos quatro minutos, Paulinho recebeu pela direita e chutou de primeira, obrigando o goleiro Corona a fazer linda defesa. Dois minutos depois, Fábio Santos invadiu a área e novamente parou no goleiro mexicano.

Após a expulsão de Fausto Pinto, defensor do Cruz Azul, o Timão ficou ainda mais em cima do adversário. A falta de pontaria, porém, manteve o placar em 1 a 0. No fim, o Cruz Azul pressionou o Timão e chegou a mandar uma bola na trave aos 40 do segundo tempo, mas a vitória estava assegurada.

Com oito pontos conquistados após quatro partidas, o Timão assumia a liderança do grupo na Copa Libertadores e caminhava rumo à fase de mata-mata da competição continental.


Tags: Especiais, Futebol, Notícias

Categoria(s): Especiais, Futebol