Corinthians e CUFA firmam parceria para ações sociais e de cidadania, com pontapé inicial no Dia das Mães

Corinthians e CUFA firmam parceria para ações sociais e de cidadania, com pontapé inicial no Dia das Mães

A partir da campanha especial das Mães da Favela neste domingo, clube e organização inauguram aliança para projetos de Responsabilidade Social e de Cidadania

07/05/2021 16h49 Agência Corinthians

A- | A+

Adílson Monteiro Alves, Celso Athayde e Duílio Monteiro Alves. Foto: Divulgação/Responsabilidade Social


A partir deste domingo (7), o Sport Club Corinthians Paulista, por meio do Departamento de Responsabilidade Social, se une à CUFA (Central Única das Favelas) para a primeira de uma série de ações que envolverão o clube e a organização a fim de promover bem-estar social e cidadania.

Por ocasião do Dia das Mães, o time profissional masculino entrará em campo na Neo Química Arena, contra o Novorizontino (16h), com faixa promovendo a campanha Mães da Favela. Além disso, as redes sociais divulgarão a iniciativa, e o telão da fachada Leste do estádio transmirá imagens para conscientizar sobre a ação, que será a primeira do Departamento de Responsabilidade Social do Corinthians sob o comando do sociólogo Adilson Monteiro Alves.

Pai do atual presidente do Corinthians, Duilio Monteiro Alves, Adilson começa um novo capítulo na sua história alvinegra, depois de ter sido diretor de Futebol do clube durante a Democracia Corinthiana, na década de 1980.

“É um grande orgulho retornar ao Corinthians, desta vez liderando nosso departamento de Responsabilidade Social. Entendo que o Corinthians, por suas origens populares e por sua trajetória, tem um grande papel a desempenhar na promoção de ações sociais, sobretudo de cidadania. Dar esse pontapé inicial ao lado de uma organização como a CUFA, respeitada mundialmente pelo seu trabalho social e por suas inovações, me dá a certeza de que essa nova jornada começa no rumo certo e com enorme potencial. Agora é arregaçar as mangas e trabalhar", disse Adilson, que tomou posse do cargo nesta sexta-feira.

"As histórias da CUFA e do Corinthians são muito parecidas. São duas instituições que estão no coração das massas e das favelas, e que tem uma relação muito intensa de ressignificação da identidade das favelas e do favelado. Do orgulho de lutar e pertencer a esses territórios. E essa parceria chega em um momento em que a CUFA está levando muitos benefícios para essas pessoas, mas para além dos benefícios, quer reforçar ainda mais o sentimento de dignidade e orgulho. Vamos unir forças e emanar esse sentimento de orgulho de ser guerreiro, porque no fundo, ser CUFA, também é ser muito louco", diz Celso Athayde, fundador da CUFA e um dos principais empreendedores sociais do Brasil.

A campanha Mães de Favela foi uma das primeiras ações da CUFA durante a pandemia. A iniciativa surgiu da percepção de que elas representam o elemento humano mais vulnerável dentro da crise social e econômica trazida pela Covid-19: além dos filhos e netos, essas mulheres são muitas vezes responsáveis pelos idosos da família. Com o objetivo de mitigar esses efeitos, a CUFA entrega cestas básicas com itens de alimentação, higiene pessoal e produtos de beleza para essas mulheres. Por ocasião do Dia das Mães, as beneficiárias também receberão rosas e ouvirão poemas declamados na porta de suas casas. A estimativa é atender 500 mil mães por todo o Brasil, a partir das 10h.

Também estão previstas nessa parceria ações de licenciamento conjunto das marcas, de empreendedorismo, assistenciais, educacionais e de esportes, lazer e cultura.

Sobre a CUFA
Presente há mais de 20 anos nas favelas brasileiras, promovendo atividades nas áreas de educação, lazer, esportes, cultura e cidadania, em 2020 a CUFA se deparou com o desafio da pandemia. Sabendo que a crise atingiria ainda mais as favelas, concentramos todos os nossos esforços em captar doações para diminuir os impactos causados pela pandemia. Através do programa Mães da Favela, a instituição entregou cestas básicas, físicas e digitais, e chips com internet gratuita por 6 meses.

No ano de 2020, a CUFA mobilizou R$ 187.596.960,00 milhões, atendendo a 1.502.358 famílias de 5 mil favelas de todo o Brasil, e até agora, mês de Maio de 2021, já comemoramos pelos R$ 62.248.560,00 milhões e a meta é atingirmos R$ 200 milhões arrecadados para as Mães da Favela em 2021.

Diante do agravamento do quadro da pandemia e da situação econômica do país, a CUFA, em conjunto com a Frente Nacional Antirracista e a Gerando Falcões, criou o Panela Cheia Salva. Uma campanha feita para arrecadar recursos para a compra de cestas básicas para pessoas em situação de vulnerabilidade.


Tags: Notícias, Responsabilidade Social

Categoria(s): Responsabilidade Social