Sede Social Ginásio


Uma arena à altura do Corinthians

Depois de cerca de seis meses de reforma, o Corinthians ganhou, em janeiro de 2007, mais um atrativo: o ginásio do Parque São Jorge, maior arena esportiva coberta particular da cidade de São Paulo. A arena passou por uma série de mudanças. As cadeiras de madeira foram substituídas por de plástico, devidamente numeradas e setorizadas. Para adaptar as novas acomodações às exigências do Estatuto do Torcedor, a capacidade do ginásio, que chegou a 15 mil na década de 60, foi reduzida para 6.834 pessoas confortavelmente sentadas.

O piso e as dimensões da quadra também foram alterados. O material antigo, de madeira, foi trocado por revestimento de poliuretano, o mais moderno que existe. A área do terreno de jogo, que media 34m por 19m, foi ampliada para 20m x 40m. Até mesmo a cobertura do ginásio passou por reformulações. As telhas foram revestidas com espuma expansiva de poliuterano, com função termo-acústica, capaz de diminuir em até 10ºC a temperatura ambiente. Além disso, o novo material evita a formação de goteiras. Foram construídas cabines de imprensa e ainda está prevista a implantação de espaços reservados a pessoas portadoras de necessidades especiais.

Palco do esporte nacional

E grandes jogos foi o que mais se viu ao longo dos quase 50 anos de ginásio. Ninguém se esquece, por exemplo, dos tempos áureos do basquete corintiano, com craques como Rosa Branca, Wlamir Marques e Angelim. Nem da épica vitória por 118 a 109 sobre o poderoso Real Madrid, então campeão europeu, em 1964. Foi o primeiro jogo de basquete disputado no Brasil em que os dois times passaram da contagem centenária. O ginásio estava superlotado - havia três fileiras de torcedores junto à grade. Anos depois, fenômenos do basquete como Paula, Hortência e Oscar, campeão brasileiro pelo Corinthians em 1996, também demonstraram ali seu talento. 

Mas nem só de basquete viveu o ginásio. O boxe também viveu dias de glórias no Parque São Jorge, com exibições do lendário Éder Jofre, campeão mundial dos galos e dos penas. Outro que agraciou o público com seus golpes precisos e o carisma inconfundível foi Adílson Rodrigues da Silva, o Maguila. No dia 18 de maio de 1986, ele levou à loucura os 6 mil torcedores que acompanharam a revanche contra o argentino Walter Daniel Falconi, valendo o título sul-americano dos pesos pesados. A vitória por nocaute, no sétimo assalto, foi tão comemorada pelo público que mal se pode ouvir a narração emocionada de Luciano do Valle, na transmissão ao vivo pela TV Bandeirantes.

Além do boxe e do basquete, o ginásio do Parque São Jorge foi utilizado por vários outros esportes, como futsal, handebol e vôlei. Além disso, também foi palco de eventos sociais, como formaturas, bailes de Carnaval, jantares dançantes, eleições e shows – o maior deles, dizem os veteranos, foi o de ninguém menos que o rei Roberto Carlos.

Áreas

publicidade
Fechar
Deixar esta barra sempre visível